Lionbridge divulga resultados do segundo trimestre com receita recorde de US$ 143,8 milhões, lucro por ação reportado (GAAP) de US$ 0,09 e lucro por ação reportado (não GAAP) de US$ 0,19

Entrega crescimento de receita de 10% e crescimento de ganhos não GAAP de 58% de um ano para o outro; fornece uma previsão positiva para o terceiro trimestre com crescimento de receita esperado de mais de 20% de um ano para o outro

Waltham (Massachusetts, EUA) – 05 de agosto de 2015 — A Lionbridge Technologies, Inc. (Nasdaq: LIOX), anunciou hoje receita e ganhos referentes ao segundo trimestre terminado em 30 de junho de 2015. Entre os destaques financeiros do segundo trimestre estão:

  • Receita recorde de US$ 143,8 milhões, um aumento de US$ 13,2 milhões ou 10% em comparação com o segundo trimestre de 2014 e um aumento consecutivo de US$ 7,0 milhões, ou 5%, em comparação com o primeiro trimestre de 2015.
  • Receita líquida GAAP de US$ 5,5 milhões ou US$ 0,09 por ação, com base em uma média ponderada de 62,4 milhões de ações ordinárias totalmente diluídas em circulação. A receita líquida GAAP aumentou em US$ 1,7 milhão ou US$ 0,03 por ação no ano em comparação ao segundo trimestre de 2014 e aumentou em US$ 2,4 milhões ou US$ 0,04 por ação sequencialmente em comparação ao primeiro trimestre de 2015.
  • Recorde de ganhos ajustados não GAAP de US$ 11,8 milhões ou US$ 0,19 por ação. A companhia define ganhos ajustados não GAAP como receita líquida, excluindo custos relacionados a fusão, reestruturação e aquisição, custos relacionados a depreciação de ativos, compensação baseada em ações e amortização de ativos intangíveis relativos a aquisição. Verifique a seção deste artigo intitulada “Medidas financeiras não GAAP” e a tabela anexa para obter detalhes e reconciliações desta medida com a medida GAAP comparável.

A empresa garantiu recentemente o envolvimento de vários novos clientes importantes, incluindo um líder mundial em dispositivos médicos, uma empresa líder em publicações com sede no Reino Unido, uma empresa da indústria eletrônica que está na lista Fortune 150, um líder de mercado em robótica e uma firma global de informações financeiras.

“Os resultados positivos que obtivemos no segundo trimestre indicam um fortalecimento da demanda nos nossos negócios. Embora a demanda de nosso maior cliente continue em baixa de um ano para o outro, ela cresceu notavelmente logo a partir do primeiro trimestre. E esperamos crescimento desse cliente no segundo semestre. Ao mesmo tempo, seguimos diversificando nossas atividades comerciais nos mercados verticais, assegurando novas conquistas em serviços de marketing e ampliando nossa plataforma de tradução onDemand”, explicou Rory Cowan, CEO da Lionbridge. “Iniciamos o segundo semestre do ano com confiança. A receita continua a crescer com força. A receita do nosso maior cliente está retornando. Estamos começando a ver princípios de confluência relacionados a nossa aquisição da CLS. Como resultado, esperamos um segundo semestre de 2015 forte tanto para receita quanto para ganhos com expansão contínua em 2016.”

Durante o trimestre, a empresa foi reconhecida como uma das “100 empresas mais confiáveis dos EUA” pela Forbes pelo segundo ano consecutivo. A Lionbridge também foi nomeada recentemente como uma das maiores empresas de serviços linguísticos do mundo pela Common Sense Advisory (CSA), uma companhia de pesquisa de mercado, pelo quarto ano consecutivo.

A Lionbridge forneceu uma previsão de receita estimada em US$ 145 a 147 milhões para o terceiro trimestre de 2015, o que refletiria um crescimento de 21 a 22% de um ano para o outro, em comparação com o terceiro trimestre de 2014.

Medidas financeiras não GAAP

Neste comunicado, os ganhos ajustados e os ganhos ajustados por ação da empresa não são apresentados de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP, Generally Accepted Accounting Principles) e não devem ser usados no lugar de apresentações GAAP dos resultados das operações. Essas medidas são apresentadas porque a gerência acredita que elas deem mais informações aos investidores em relação ao desempenho das atividades comerciais básicas. "Ganhos ajustados" e "Ganhos ajustados por ação (EPS, Earnings per Share)" são medidas financeiras não GAAP e não devem ser consideradas alternativas a medidas GAAP de desempenho. A gerência acredita que as medidas financeiras GAAP comparáveis mais diretamente a essas medidas sejam a receita líquida e a receita líquida diluída por ação e apresentou uma reconciliação de receita líquida GAAP para ganhos ajustados e ganhos ajustados por ação ao final deste comunicado.

Sobre a Lionbridge

A Lionbridge permite que mais de 800 marcas líderes mundiais aumentem a participação de mercado internacional, acelerem a adoção de produtos e atraiam seus clientes de forma eficiente em mercados locais ao redor do mundo. Usando nossas inovadoras plataformas tecnológicas na nuvem e nossa comunidade global com mais de 100.000 profissionais que colaboram em nuvem, fornecemos tradução, marketing online, gerenciamento de conteúdo global e soluções de teste de aplicativos que garantem consistência global da marca, relevância local e usabilidade técnica em todas as interações do ciclo de vida do cliente. Com sede em Waltham (Massachusetts, EUA), a Lionbridge mantém centrais de soluções em 28 países. Para saber mais, acesse http://www.lionbridge.com.

Declarações prospectivas

Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas que envolvem riscos e incertezas e incluem desempenho financeiro esperado, crescimento de receita e de lucros esperado e impulso, ritmo e fortalecimento desse crescimento no terceiro trimestre de 2015, no ano fiscal de 2015 e no ano fiscal de 2016, bem como a receita esperada do maior cliente da Lionbridge e a confluência devida à aquisição da CLS Communication (“CLS”). Essas declarações prospectivas refletem visões atuais de gerenciamento, e a Lionbridge não se compromete a atualizar qualquer uma dessas declarações de modo a refletir uma mudança em suas visões ou eventos, ou circunstâncias que ocorram após esta data, exceto quando isso for exigido por lei. As experiências, as ações e os resultados financeiros e operacionais reais da Lionbridge podem diferir substancialmente dos discutidos nas declarações prospectivas. Entre os fatores que podem causar essa diferença estão a capacidade da Lionbridge em integrar completamente a CLS e o ritmo dessas ações de integração; o momento da realização de qualquer confluência associada à aquisição da CLS; o impacto de flutuações em moeda estrangeira sobre receita, margens, custos, resultados operacionais e rentabilidade e a capacidade da empresa em gerenciar com sucesso essa exposição por meio de instrumentos de hedge e outras estratégias; sua capacidade de fornecer e manter serviços de alta qualidade a um preço competitivo e a satisfação do cliente relacionada com a entrega desses serviços; a perda ou redução de demanda de um ou mais clientes importantes, que afetaria substancialmente as atividades comerciais da Lionbridge; a capacidade da Lionbridge em expandir suas relações com os clientes existentes; a capacidade da Lionbridge em ampliar sua base de clientes; a dependência da companhia de lançamentos de produtos, cronogramas de produção e estratégias de compra de clientes para gerar receita; os benefícios previstos com a expansão de tecnologias de fluxo de trabalho linguístico globais; o impacto das tecnologias linguísticas concorrentes sobre as relações existentes da companhia com os clientes e a capacidade de garantir novos clientes; a capacidade da Lionbridge em perceber os benefícios esperados com suas iniciativas e aquisições tecnológicas e o momento da concretização desses benefícios; erros, interrupções ou atrasos na tecnologia baseada em nuvem; brechas nas medidas de segurança; o término de contratos ou compromissos com o cliente antes do final de sua vigência; o tamanho, o momento e a identificação da receita dos clientes; a capacidade da Lionbridge em integrar aquisições e expandir suas relações com os clientes e o momento e o êxito dessas atividades; a parcela de contratos de serviço da empresa sujeita ao impacto de flutuações em moedas estrangeiras; a incerteza e volatilidade continuadas nas condições econômicas globais que poderiam afetar negativamente a demanda pelos serviços e tecnologias da companhia; demanda reduzida pelos serviços da Lionbridge que tem impacto negativo sobre receitas futuras da empresa, fluxos de caixa, resultados operacionais e condição financeira; a capacidade da Lionbridge em realizar serviços em locais operacionais de menor custo, o momento de sua transferência de execução de serviço para esses locais e a aceitação do cliente de que esses serviços sejam realizados nesses locais; riscos associados com a realização de atividades comerciais fora dos EUA, incluindo conformidade com leis e regulamentos em mudança e possivelmente conflitantes e despesas e atrasos associados com qualquer uma dessas atividades; ciclos de coleta maiores em jurisdições específicas; riscos associados com a concorrência; a capacidade da Lionbridge em prever receita, rentabilidade, adoção de tecnologia, demanda do cliente e resultados operacionais; alterações em taxas de imposto aplicáveis à empresa e alterações nas interpretações das taxas de imposto aplicáveis; alterações na interpretação das posições legais e regulatórias das autoridades fiscais internacionais nos países em que a Lionbridge realiza atividades comerciais; mudanças na interpretação de emprego e posições fiscais das autoridades estaduais e federais dos EUA; a incapacidade da Lionbridge em se manter no ritmo das mudanças tecnológicas ou mudanças nas necessidades do cliente; o risco de reclamações de terceiros quanto a propriedade intelectual; a capacidade da Lionbridge em responder a flutuações na complexidade, no momento e na combinação de serviços solicitados pelo cliente; e a Lionbridge sendo responsabilizada por defeitos ou erros em suas ofertas de serviços. Para obter uma descrição detalhada dos fatores de risco associados à Lionbridge, consulte o Relatório Anual da empresa no Formulário 10-K referente ao ano terminado em 31 de dezembro de 2014 e os arquivamentos subsequentes com a SEC (cujas cópias podem ser acessadas por meio do site da SEC em http://www.sec.gov).